contador de visitas

AirAsia ICO Bid

Techcrunch informou que a companhia aérea acessível, AirAsia planeja lançar uma OIC em uma tentativa de reduzir o custo operacional de seu modelo de negócios. O CEO da companhia aérea do Sudeste Asiático, Tony Fernandes, confirmou que está procurando construir uma plataforma de pagamento que mescle seu programa de fidelidade com tokens da ICO. Tony Fernandes disse ao TechCrunch na quinta-feira, março 16, 2018 que a companhia aérea tem duas coisas; seu cartão de fidelidade e 'Big Points' que se acumulam em seu esquema de recompensa de fidelidade que eles esperam tornar facilmente transferíveis para o Blockchain. Esses dois serão importantes na OIC, de acordo com o CEO. A proposta de plataforma de pagamento criptográfico tornaria seus serviços sem dinheiro.

Na entrevista com o TechCrunch, Fernandes comentou sobre a alta taxa em que os mercados globais estão crescendo e a necessidade de inovar. Ele disse ainda que gostou da ideia da OIC e é motivado pela necessidade de cada pessoa adquirir sua OIC e mitigar os riscos na troca.

Fernandes é um dos empresários mais conceituados, e ele não foge dos riscos e tenta sempre incorporar novas idéias nos negócios. Ele é o dono do QPR, um clube de futebol na Inglaterra. A AirAsia foi pioneira no modelo de companhias aéreas de baixo custo no Sudeste Asiático, onde é alegado que 65 milhões de clientes se registraram.

Como a maioria da ICO está sendo iniciada principalmente por empresas menores, se a AirAsia realmente lançar uma OIC, ela será, sem dúvida, a primeira empresa de alto valor a ter essa chance. Além deste sistema de pagamento de plataforma proposto, a AirAsia também espera entrar no mercado financeiro. O CEO anunciou que ofereceria serviços de seguros, bem como empréstimos a seus consumidores, em uma tentativa de fortalecer as PMEs e outros empreendedores. Ele não tem, no entanto, obtido o montante total que a companhia aérea espera arrecadar com essa OIC.

No passado recente, a AirAsia é a segunda maior empresa a anunciar que está ingressando na OIC. O primeiro foi o aplicativo de mensagens, Telegraph, que fechou um financiamento inicial de vários milhões de dólares estimado para arrecadar fundos no valor de 2 bilhões de dólares.

Muitos governos em todo o mundo ainda estão investigando as legalidades aplicáveis ​​às ofertas iniciais de moedas. No sudeste da Ásia, não houve qualquer regulamentação imposta na esfera da criptomoeda. No entanto, mesmo que as regulamentações venham a ocorrer no futuro próximo, Fernandes reiterou que, estando no ramo de aviação, eles estão acostumados a regulamentos estritos e, portanto, será capaz de lidar com os reguladores e regulamentos na esfera da Criptomoeda.

A AirAsia possui uma base de clientes 65 milhões. Através desta OIC, Fernandez espera expandir-se no mercado financeiro e aumentar sua participação no mercado, de sessenta e cinco para cem milhões de clientes.

A maioria dos países da Ásia teve visões diferentes no comércio de Criptomoeda, com abordagens variadas na jurisdição que se aplica a ele. Países como a China têm sido vistos como sendo mais intolerantes e estão estabelecendo restrições rígidas cada vez maiores em comparação com suas contrapartes. A China chegou a anunciar, até recentemente, uma proibição nacional do comércio de Criptomoeda na Internet e via celular. Nos meses anteriores, ele havia expulsado as mineradoras, contas bancárias congeladas que estavam associadas às plataformas de negociação da Criptomoeda. Isso foi depois de inicialmente proibir as OICs. Em contradição com a China, o Japão continua sendo o mais permissivo quando se trata do comércio de Criptomoeda. Sendo a segunda maior jurisdição quando se trata de negociação Bitcoin, é responsável por até 37% do mercado global de negociação Bitcoin. Isso está de acordo com um relatório da Cryptocompare. O Japão está, no entanto, lidando com a reação do público em relação à sua clemência vinda na sequência de um recente ataque de hackers à Coincheck, a bolsa de criptomoeda do Japão.
7.7
anterior "
Próximo »