contador de visitas

UE está propensa a apertar regulamentos de criptografia

UE está propensa a apertar regulamentos de criptografia

Ministros das Finanças, do 27 União Européia Os países membros analisarão as Criptomoedas e algumas das dificuldades regulatórias que apresentam. Entre outras questões, os ministros estão planejando discutir o regulamento Crypto. Mais especificamente, eles estarão considerando a possibilidade de apertar a regulamentação do Crypto no bloco. Outros países, como os EUA e o Japão, já estão implementando medidas para regular o setor. Apesar dos muitos benefícios que vêm com as moedas digitais, a falta de regulamentação pode permitir seu uso em atividades ilegais e lavagem de dinheiro que os governos temem.

UE discute regulamento de criptografia na região

A UE realizará uma reunião em setembro 7 em Viena para debater o Regulamento Crypto no maior bloco comercial do mundo. Governos em todo o mundo tiveram dificuldades em regular as moedas virtuais, já que estão preocupadas com o uso dessas moedas na lavagem de dinheiro, no financiamento do terrorismo e em seu uso em outras atividades ilegais. Além disso, o setor tem sido culpado pela falta de transparência, especialmente entre as grandes empresas. Houve também uma necessidade de taxar os investidores da Crypto.

A Bloomberg obteve uma nota preliminar que mostra que os reguladores da região compreendem o potencial da Oferta Inicial de Moedas na mobilização de capital. Segundo o documento, os reguladores querem estabelecer como as moedas virtuais podem ser usadas para revolucionar os sistemas econômicos atuais. A revelação desses detalhes é um indicador de que o encontro não apenas se concentrará no lado negativo das Criptomoedas.

Diferentes países adotaram diferentes abordagens para o regulamento de criptografia

Diferentes países adotaram diferentes abordagens para o regulamento de criptografia

O setor de criptografia é relativamente novo e governos em todo o mundo estão lutando para regular os mercados. Enquanto alguns países, como a China, adotaram medidas duras e proibiram o setor, outros, como o Japão e os EUA, adotaram abordagens mais amigáveis ​​e bem fundamentadas. Embora seja difícil determinar o resultado da próxima reunião, a UE adotou anteriormente uma abordagem mais branda que permite o crescimento do setor.

Regulamentação da criptomoeda nos EUA

Os diferentes grupos reguladores nos EUA têm enviado sinais conflitantes. Independentemente disso, os investidores da Crypto estão um pouco felizes, já que os reguladores parecem adotar uma abordagem mais razoável. Por exemplo, embora a Comissão de Valores Mobiliários (Securities Exchange Commission - SEC) tenha permanecido em silêncio sobre a regulamentação da Criptomoeda, ela rejeitou vários aplicativos da ETF citando a volatilidade e a possibilidade de “manipulação de mercado”.

A Commodities and Futures Trading Commission (CFTC), por outro lado, tem apoiado a inovação. A agência tem sido uma forte defensora das Criptomoedas, enquanto pede ao governo que "respeite" os investidores do setor e pede a introdução de regulamentos que considerem os interesses do mercado e dos investidores.

Abordagem do Japão ao Regulamento de Criptografia

Abordagem do Japão ao Regulamento de Criptografia

Do outro lado do Oceano Pacífico, o Japão também implementou os regulamentos da Crypto, embora de forma diferente da maioria dos outros países, como os EUA. Enquanto a maioria dos governos está tentando regulamentar os mercados de Criptomoeda, o Japão só lida com as trocas de criptografia. No entanto, o governo tem apenas como alvo as moedas virtuais com características de anonimato, como Zcash e Monero, obrigando as bolsas de valores no país a soltá-las.

Em uma tentativa de desencorajar o uso de Criptogravuras para fins especulativos, Tóquio impôs um limite na negociação de alavancagem de moeda virtual. A introdução de tais regulamentações impulsionou a indústria no país. Indo para o futuro, parece que a maioria dos países começará a sincronizar seus sistemas regulatórios na tentativa de se beneficiar dessa inovação.

anterior "
Próximo »