contador de visitas

DNS pode ser confiável com a integração do Blockchain à Internet

Há muito tempo é conhecido nos círculos de tecnologia que a tecnologia Blockchain é a melhor opção para transformar redes privadas e centralizadas em plataformas de código aberto.

Além disso, está claro que a tecnologia Blockchain é segura e pode permitir que os desenvolvedores projetem sistemas públicos. Isso pode permitir que os usuários visualizem e verifiquem transações que são aspectos-chave na criação de confiança.

Um dos espaços tecnológicos que a tecnologia Blockchain está prestes a revolucionar é o Sistema de nomes de domínio (DNS). Todos os usuários da Internet estão familiarizados com o DNS, pois é uma rede de computadores que os navegadores usam para pesquisar suas consultas on-line.

Em termos leigos, o DNS é a agenda da Internet que contém todos os endereços que levam os usuários da Internet aos seus documentos preferidos.

Vulnerabilidades do DNS

O Sistema de Nomes de Domínio é vulnerável a hackers, onde alguns terceiros mal-intencionados podem corromper e distorcer informações em sites. Esses hackers ameaçam a integridade do que o DNS oferece, o que afeta os níveis de confiança no navegador dos usuários.

Além disso, alguns governos têm exercido seus poderes censurando o DNS, o que incomoda os usuários da Internet ao restringir seu acesso à informação. A censura também viola as liberdades civis, como a liberdade de expressão e o acesso à informação, que é um direito humano fundamental.

Esses dois desafios que o sistema convencional experimenta podem ser resolvidos pela tecnologia Blockchain, que pode transformar o telefone da Internet em um sistema mais confiável e confiável.

Como funciona o DNS

Quando um usuário da Internet faz a chave em uma consulta de pesquisa no mecanismo de pesquisa de um navegador, o DNS converte as palavras em um endereço IP. Esses endereços facilitam a conexão da máquina de pesquisa aos servidores corretos que contêm as informações mais relevantes para o usuário da Internet. Frequentemente, os servidores nos resultados da pesquisa são listados de acordo com sua meta descrição e os usuários da Internet podem apenas selecionar os metadados que agreguem suas demandas de informações.

Integrando o Blockchain no DNS

Steven McKie, desenvolvedor do Handshake Network para projetos de código aberto, diz que a melhor solução para evitar os ataques de ciberataques e censura é descentralizar o DNS.

Blockchain

A Handshake Network pretende integrar a tecnologia Blockchain no sistema DNS para distribuir os servidores. Esta estratégia, de acordo com o desenvolvedor, visa reduzir pontos únicos de falhas ou controle, tirando o controle do livro da internet de uma autoridade.

O software que o Handshake está usando é uma atualização do Bitcoin Blockchain. Sua arquitetura está preparada para proteger o DNS contra manipulação no mesmo formato que o Bitcoin protege seu Token de manipulação no ponto de mineração através de protocolos avançados.

Reinventando a Internet

Ao contrário de outros projetos Blockchain que tentam substituir o DNS, a iniciativa Handshake Network provavelmente será um sucesso, já que o modelo não está tentando substituir o DNS, mas modificá-lo de acordo com as necessidades predominantes.

Em resumo, o projeto, após a conclusão, tornará a navegação confiável, já que as pesquisas na Internet mostrarão respostas de fontes reais, como a Corporação para Atribuição de Nomes e Números na Internet (ICANN) e não outros impostores.

anterior "
Próximo »